terça-feira, 9 de dezembro de 2008

SEP C1 e MEP 7000 Pioneer - Controladoras MIDI com Pedigree

Vocês lembram quando eu falei aqui no blog sobre o fim dos CDJ´s?
Com certeza, teve muita gente querendo arrancar uma parte da minha anatomia íntima por eu ter profetizado um cenário tão doloroso para certos DJ´s.
Conforme eu já havia dito, as controladoras MIDI estão tomando cada vez mais espaço no mercado dos profissionais e por isso cada vez menos as grande espresas, como a Pioneer, irão investir milhões de dólares em pesquisa e desenvolvimento de produtos que utilizem CD como mídia de armazenamento.
Particularmente eu acho que cada um deve tocar com o que achar melhor, e já até fiz um artigo sobre isso. Esse negócio de ficar de "panelinha" dizendo que DJ profissional "tem que tocar com isso ou aquilo", na minha opinião, é coisa de gente frustrada e incapaz de assimilar novas tecnologias. Mas isso já foi discutido aqui, portanto vamos pular essa parte.
Mas voltando ao assunto principal do artigo, os mais recentes lançamentos (que nem são tão novos assim) da Pioneer vem confirmar a minha teoria: A era dos CD´s no mundo dos DJ´s está chegando ao fim.
Vamos falar das duas "gracinhas digitais" que a Pioneer está levando para as pistas do mundo todo.

SEP-C1
O controlador MIDI SEP-C1 é o que nós podemos chamar de "controlador de gente grande"!



Este fabuloso "brinquedo" custa caro: US$1000,00 em média! Mas a qualidade e a quantidade de recursos que esta lindíssima ferramenta de trabalho proporciona com certeza faz jus ao valor que se paga, com folga.
Basicamente o SEP-C1 é uma interface para um outro aparelho da Pioneer (do qual falaremos mais tarde) e que TAMBÉM serve como controlador MIDI. Os botões não são remapeáveis, como a Xponent por exemplo, mas já dá pra brincar legal com bons softwares do mercado, como o Virtual DJ.
Veja abaixo dois pequenos vídeos deste equipamento em ação como CONTROLADOR de software:



Como vocês podem perceber, o aparelho atende bem às necessidades. Pelo menos é o que parece pelo vídeo. Caso você queira ver mais alguns vídeos deste equipamento, dê uma olhada neste site.

É claro que você não vai encontrar neste equipamento a mesma flexibilidade da Xponent - que é "full midi" - mas com certeza este é um equipamento que pode ser levado à sério quando o assunto é "Mobile DJing".
Mas e se você ainda tiver centenas de CD´s e não quiser simplesmente jogar tudo fora de um dia para o outro? Aí vem a "outra parte do brinquedo"!
MEP7000
Basicamente, o MEP7000 é um player que toca tudo, menos vinyl e MD! Ele aceita variados formatos de arquivos, e é uma "extensão" do SEP-C1 para o uso de mídias físicas. Ele possui uma porta usb frontal, onde você pode ligar um pendrive ou um HD externo, por exemplo, e levar dezenas ou mesmo centenas de Gigas de música.
Particulamente, se fosse pra comprar este conjunto (que custa uns US$1500,00), eu preferia mil vezes comprar um par de CDJ400 mais um DJM400, que além de ser um conjunto muito mais bonito e "impactante" ainda permite mais flexibilidade, uma vez que o CDJ400 também serve como controlador MIDI e tem recursos muitíssimo interessantes. Além disso, mesmo que você não toque com CD´s (como eu)



No geral, o conjunto criado pela Pioneer é o sonho de alguns DJ´s digitais e o pesadelo dos DJ´s puristas, conforme descrito pelo site GIZMODO. Mas não há como negar: A era digital chegou, quem não se atualiza fica para trás e quem não estiver esperto perderá o lugar e o emprego para uma geração nova, mas que aceita e até mesmo cobra as evoluções do mercado. Como diria um vídeo motivacional que eu gosto muito - o "Hidrogênio" - "Utilize o computador da forma que puder. Ele pode ser seu inimigo ou seu melhor amigo! Como inimigo reduz salários e empregos. Como amigo pode ser o MELHOR INSTRUMENTO que você possuirá!" (Não deixem de ver este vídeo, que está aí embaixo)

Ou seja: Fique esperto. O mundo está evoluindo a passos largos. E as empresas não estão nem aí para as suas preferências pessoais. Atualize-se e comece a entender que a mudança é irreversível.
Se quiser alguma ajuda na transição, me procure. Terei prazer em ajudá-lo na transição.
Um abraço a todos!
==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

Liberada a versão 5.2 do VirtualDJ for Mac

Antes tarde do que nunca!
Depois de muito tempo sofrendo com os problemas da versão 5.07 do Virtual DJ for Mac, o blog eusoudj libera pra vocês a versão 5.2 deste fabuloso software de mixagem profissional.

Esta versão trabalha em conjunto com a Xponent como se fosse feita para ela!



Gostaria de lembrar que este arquivo não está hospedado nos servidores do eusoudj e que não temos responsabilidades pelo seu uso. Estamos apenas divulgando o mesmo para fins de avaliação e testes.

Um abraço a todos!
==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Música ao Vivo: E quando o DJ não é a "estrela" do evento?

Olá pessoal,
Que saudade de vocês :)

No artigo de hoje iremos conversar sobre um assunto que pode ser bastante controverso para alguns colegas de profissão: Tocar junto com bandas de música ao vivo!

Nos meus últimos 2 eventos eu toquei junto com músico profissionais das bandas A3 e Wave em dois eventos particulares: um no Hotel Rio Internacional - Copacabana (Casamento) e outro no Restaurante Real Astoria - Botafogo (Encontro Anual dos Delegados da Polícia Federal do Rio de Janeiro).

Em ambos os eventos, eu dividi o palco com os músicos, sendo que no casamento eu toquei mais do que a banda e na festa da PF eu só dei apoio a banda fazendo as primeiras 2 horas da festa (só com mpb, bossa-nova, instrumental, etc...) e os últimos 30 minutos de evento (encerramento). Ou seja, na festa da PF eu apenas "dei suporte" a banda, evitando a todo custo abrir a pista de dança, trabalhando com ritmos suaves e tentando manter o pessoal satisfeito com a música, mas sentados!

Neste dia senti pela primeira vez uma coisa muito engraçada: Eu estava feliz por estar no evento, cobrei um valor bom, trabalhei pouco, mas não estava plenamente satisfeito pois não era a "estrela" do evento!
Sério: Eu estava sendo pago (bem pago), trabalhei metade do meu tempo normal (ou menos) mas não estava completamente satisfeito porque eu não estava ali para FAZER a festa mas para ajudar a banda a fazer a festa.

Entendendo a missão
Conforme eu já deixei claro para vocês, a missão do DJ é levar a música à vida das pessoas, colaborando da melhor forma possível para que o evento do cliente ocorra sem transtornos. Assim sendo, apesar de não estar no evento para "brilhar", minha missão continuava a mesma. Fiz o que foi possível para aproveitar ao máximo o meu tempo de trabalho, buscando usar músicas e ritmos que ficassem no limite entre o agradável e o dançante. Se eu colocasse o pessoal para dançar, não poderia cair o ritmo depois e prejudicaria o trabalho da banda, que certamente iria começar "devagarinho" (eles começaram com How Deep is Your Love) e depois iria aumentando o ritmo. Eu estava ali para agregar valor ao evento, mostrando profissionalismo, não para competir com a banda pela preferência do público.


Fazendo Parcerias
Um fator muito importante a se levar em consideração numa situação como essa, falando friamente, é a questão financeira. Não dá pra tocar SEMPRE só por prazer. Tem horas em que você TOCA POR DINHEIRO SIM! E nessas horas, é melhor tocar por dinheiro em situações que te favoreçam do que em situações adversas ou hostis. Eu prefiro, sempre que possível, trabalhar com parceiros pois as parcerias profissionais - quando bem estabelecidas - trazem benefícios para todas as partes envolvidas.
Eu conheci a banda A3 em um trabalho feito em conjunto com o Edésio (EDB Produções) e com isso acabei fechando a parceria com a banda, que já me rendeu 2 excelentes trabalhos. O Heider Aché (organizador da banda A3) é um excelente parceiro de trabalho, trabalha de forma séria e organizada e tem um humor excelente. É fácil trabalhar com ele. É um cara que não tem neuroses e manias e não tenta me ensinar a fazer o meu trabalho. A gente trabalhou muito fácil juntos e espero trabalhar com ele várias outras vezes mais.


Este é o tipo de parceria que me agrada. Apesar de ter servido de "apoio" para a banda, o trabalho foi feito com dignidade e satisfação, pois a minha missão foi cumprida.


Servir de apoio para músicos pode dar problema?
Sim. Definitivamente! Conforme eu já disse, parcerias só são boas quando são boas para todas as partes envolvidas - os parceiros, o cliente e os convidados - e trazem benefícios.
Para os dj´s que como eu gostam de "fazer a festa", servir de apoio pode ser muito frustrante ou desanimador. Mas é importante levar em consideração o lado "business ": Se você está no evento, ganhando dinheiro e "mostrando a sua cara", tudo bem! Faz parte também!
Tem um ditado que diz que quem não é visto, não é lembrado. Logo, estar tocando num evento, mesmo que seja apenas uma abertura de 30 minutos ou 1 hora pode ser uma excelente oportunidade de fazer contatos. Acredite!
O único problema, na minha opinião, é quando você não é a atração principal do evento, vai tocar pouco, e ainda não pode fazer nenhum tipo de propaganda, como distribuir panfletos, cartões ou divulgar sua "marca" de alguma outra forma. Isso é realmente ruim, na minha visão, porque mesmo que você esteja ganhando o que pediu não terá nenhuma oportunidade lateral de contato, já que as pessoas no evento nem mesmo saberão quem é você, caso o organizador do evento ou o dono ou empresário da banda seja do tipo "egoísta" ou "cafetão de Dj´s". E acredite: Este tipinho existe aos montes por aí.

Num caso como esse a receita é simples: Receba seu dinheiro e vá embora. Ao chegar em casa risque o tal "parceiro" do seu caderno de contatos, e quando ele voltar a ligar, você estará ocupado. SEMPRE OCUPADO! Ponto final. Não adianta tentar negociar com esse tipinho pois eles sempre darão um jeitinho de dizer que na próxima vez será diferente, que irá te dar oportunidades para auto-promoção, que irá colocar seu nome e contatos nos "flyers" e convites do evento... Tudo conversa fiada. Se o cara só quer faturar às custas de um bom DJ que não sabe ser seu próprio empresário então não tem jeito, ele vai aproveitar o máximo que puder de todas as formas dos profissionais que estiverem à sua disposição e ponto final. Não espere nada destes caras.



Mas e aí? Vale a pena ou não?
Minha opinião é simples: Se você quer aparecer em todos os eventos onde estiver não é um bom negócio tocar com bandas ou músicos ao vivo, pois geralmente o foco destes eventos é a banda, ou o músico. Certamente, na melhor das hipóteses, você irá dividir o eventos com eles. Isso pode ser bom ou pode ser péssimo para você como DJ dependendo do ritmo de trabalho que os músicos pensam em administrar nessa "parceria".
MAS se você antes de mais nada pensa no NEGÓCIO, deixando de lado a vaidade de DJ e pensando em como aproveitar estas oportunidades junto com outros profissionais para gerar contatos laterais, networking profissional e maiores oportunidades de trabalho, então a experiência de tocar em conjunto com músicos, bandas ou até mesmo outros DJ's pode ser muito enriquecedoras e gratificantes.
É importante que se mantenha o foco, o profissionalismo e a disciplina sempre. Lembre-se de que SEMPRE TEM ALGUÉM TE OLHANDO, em todos os ambientes e em todos os sentidos. A maneira como você se comporta nos eventos, sendo seus ou sendo de terceiros, pode fazer TODA A DIFERENÇA para a aquisição de bons contatos laterais e o fechamento de novas possíveis parcerias!

Um abraço, DJ's!

==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

domingo, 27 de julho de 2008

Será que é legal ser legalizado?

Vamos imaginar que você seja pedreiro.
Você é o melhor pedreiro da sua região. Ama sua profissão e assenta cada tijolo com carinho e dedicação. O que o motiva não é somente o dinheiro, mas também a satisfação de construir as coisas. Saber que as melhores casas do bairro, ou da cidade, foram criações suas, ou no mínimo, tiveram retoques feitos por você.
Aí alguém diz pra você que uma lei vai regulamentar os pedreiros. A partir de agora, você terá que fazer um curso, numa escola de pedreiros, estudar matérias para pedreiros e se você não fizer o curso (obrigatório) não poderá mais ser pedreiro. Isso soa humilhante, não é mesmo? Como você se sentiria se, de uma hora pra outra, tivesse que fazer um curso para mostrar à outros que você é profissional naquilo que já faz a anos, como profissional? Sabendo que você não vai ganhar nada com isso, e que no Brasil nada se faz sem que alguém ganhe algo, geralmente de forma ilícita, quem é que vai ganhar?

É, senhores DJ's... Parece que, como diz um famoso funk carioca, "vai começar a putaria..." em nossa profissão! Mas desta vez, não teremos mais poder para resolver, ao contrário do que acontecia antes.


Bem, vou explicar aos colegas a minha visão sobre a legalização da profissão de DJ e espero que os colegas entendam.
Em primeiro lugar, assim como a maioria dos colegas, já fui vítimas das "putas de R$50,00", (e posso dizer que quem ainda não foi, não trabalhou nisso por tempo suficiente) portanto sei como dói investir em figurino, equipamento de som, iluminação, cabeamento de qualidade, acessórios, e ficar um tempão encalhado porque um vagabundo playboy resolveu piranhar o mercado e tocar por cerveja. Isso realmente é algo que não só desanima e desestimula, como também revolta.

MAS uma das questões que me preocupa muito é a seguinte: Até hoje, nós DJ's profissionais sobrevivemos às "putas" e seguimos nosso caminho. Geralmente as "putas" não duram muito no mercado, porque ficam "queimados" e aí a gente abre o nosso espaço com um trabalho digno, de qualidade e remunerado à altura. Posso dizer pra vocês que já tive clientes que me marcaram comigo, desmarcaram em cima da hora pra fechar com uma "puta", se arrependeram depois de uma hora de evento e me ligaram desesperados pra que eu fosse assumir o evento. Pagando o mesmo que antes (valor integral). Ou seja, quem trabalha direito SEMPRE tem o seu lugar ao sol. SEMPRE. Isso se chama "Seleção Natural". O próprio mercado expurga as "putas" portanto estes pseudo-DJ's não me preocupam. Mas e se eles forem protegidos por lei?

É claro que profissionais como Malboro, Corello e outros grandes profissionais da mídia estão pouco se importando com isso, porque eles estão num outro patamar de trabalho e ninguém em sã consciência vai tentar impedir o Malboro ou o Corello de trabalhar se eles não estiverem "legalizados", não é mesmo?

Mas e nós, DJ's que estão diariamente lutando pela sua carreira e pelos seus clientes, como ficamos?

Em primeiro lugar, segundo o projeto de lei, o DJ terá que fazer um "curso" para ser considerado DJ. Ok. Quem vai dar este curso? Quem vai atestar a qualidade do trabalho? DJ que não faz scratch pode ser considerado DJ? E DJ que só toca determinado ritmo, como se enquadra? Afinal, tocar funk é muito, muito, infinitamente muito mais fácil do que tocar rock anos 80. E aí, como ficam estas diferenças? Eu por exemplo não sou DJ de performance, mas graças a um bom repertório, conhecimento musical e feeling consigo sempre agradar meus clientes, mesmo os mais chatinhos. E aí... Eu serei obrigado a fazer scratch para ser considerado DJ depois de 10 anos de profissão e de noites em claro? Com relação à forma como serão feitas as avaliações dos DJ´s, como será possível comprovar a condição de DJ (sendo assim dispensado de cursos), quem deverá fazer cursos e quanto estes custarão?


Aí entram em cena os famigerados "Sindicatos"... Eu trabalhei como assistente de RH algum tempo e posso afirmar que são RARÍSSIMOS os sindicatos sérios neste país em relação aos pseudo-sindicatos, aqueles que só existem para comer dinheiro dos profissionais "sindicalizados". E aí eu pergunto: Quem vai gerir o sindicato? Certamente não serei eu e não será você, prezado colega. Mas tenha certeza de que, seja lá quem for, não será um DJ, porque um DJ profissional tem muito mais a fazer e a ganhar tocando para o seu público do que sentado numa mesa controlando um sindicato. Pelo menos se estivermos falando de um situação lícita, coisa que eu duvido muito que vá acontecer!
 
Outro ponto a considerar é que NUNCA SERÁ POSSÍVEL ACABAR COM A PIRANHAGEM... Se fosse possível, não haveria pagamento de "complemento salarial" por fora em quase todas as empresas do Brasil. Não haveriam empresas PAGANDO PROS PROFISSIONAIS MAIS CAROS TIRAREM UM CNPJ para reduzirem pela metade ou menos os impostos a pagar, deixando os profissionais sem nenhum benefício trabalhista, entre outros abusos. E olha que a legislação trabalhista existe a anos... E pelo que parece não tem adiantado muito pois a cada dia descobre-se novas formas de burlar a lei em favor dos empresários e contra os trabalhadores, como sempre!

Quero muito acabar com a piranhagem em nossa profissão, mas acho que isso tem mais a ver com a conscientização do cliente e do mercado consumidor do que obrigando as pessoas a se adequarem a normas que, no fim das contas, vão nivelar o mercado por baixo. E tem mais: Sonegação tributária e fiscal sempre houve e sempre vai haver. Corrupção de agentes da fiscalização então nem se fala. Vocês acham mesmo que os fiscais vão fazer cumprir os rigores da lei contra os donos das grandes casas de espetáculos e salões de festas??? Então tá bom...

Apenas para vocês terem uma idéia, fiz um " ⌘+C /  ⌘+V" no site da Soninha e coloquei aqui para vocês, com os comentários dela e os meus também. Vocês vão ver como algumas coisas são, no mínimo, estúpidas no tal projeto de lei.


"A LEI DOS DJs" - REGULAMENTAÇÃO X REGULAÇÃO X CERCEAMENTO
Por Fernando Gouveia
Há notícias que, aparentemente, são boas. Mas nem sempre seu significado corresponde à idéia mais imediata. É o caso do Projeto de Lei, da autoria do Senador Romeu Tuma (PTB), que visa à regulamentação da profissão "DJ" (disc-jóckey).

Vejamos alguns dos pontos controversos do PL (com comentários logo abaixo de cada qual):


            "Art . 4º - As pessoas físicas ou jurídicas que agenciem colocação de mão-de-obra de que trata o artigo anterior deverão ser previamente inscritas no Ministério do Trabalho.

            Art . 5º - O exercício das profissões de DJ (disc-jockey), Produtor DJ(disc-jockey) e Profissional de Cabine de Som DJ(disc-jockey), requer prévio registro na Delegacia Regional do Trabalho do Ministério do Trabalho, o qual terá validade em todo o território nacional."

Os artigos quarto e quinto são quase que um monumento legislativo à burocracia. Muito provavelmente, o Senador agiu de boa-fé ao criar tal Lei, mas é inegável que esses artigos criarão obstáculos ao exercício da atividade - muito mais do que "ajudar".

            "Art 6º - Para registro do DJ (disc-jockey), Produtor DJ (disc-jockey) e Profissional de Cabine de Som DJ (disc-jockey), é necessária a apresentação de: 

            I - diploma de curso profissionalizante reconhecido pelo MEC ou pelo Sindicato da Categoria; ou 

            II - atestado de capacitação profissional fornecido pelo Sindicato representativo da categoria profissional."

Os DJs deverão ser submetidos a um curso (e respectivo diploma), bem como deverão ser registrados em sindicato, que por sua vez fornecerá um tal "atestado de capacitação". Assim sendo, conforme eu coloquei no texto lá em cima, quem vai ministrar estes cursos? Quais serão os critérios usados para qualificar e "equalizar" as inúmeras categorias de DJ's diferentes, tendo em vista que cada tipo de DJ's trabalha de um jeito e com ritmos diferentes, sendo que cada tipo de DJ precisa de algumas "características profissionais" muito particulares? Quem vai fiscalizar o sindicato? Quem vai presidir o sindicato dos DJ's? Um DJ? Duvido muito.

Definitivamente, tais procedimentos não servem para ajudar a categoria dos DJs.

            "Art . 11 - O empregador poderá utilizar trabalho de profissional, mediante nota contratual para prestação de serviço caracteristicamente eventual, por prazo não superior a 7 (sete) dias consecutivos, vedada a utilização desse mesmo profissional."

Aqui, abre-se uma brecha para que os DJs sejam prejudicados. Isso porque os empresários, tendo em vista que poderão evitar a contratação via CLT, seguramente vão dar prioridade a contratos curtos.

Os chamados DJs "residentes", portanto, estariam com os dias contados na hipótese desse Projeto se tornar Lei. Afinal de contas, porque é que eu vou querer ter mais um "empregado", pagando 2,5 vezes o salário do cara em impostos e correndo o risco de ter mais alguém pra me colocar na justiça? Quanto tempo vai levar para os mesmos DJ's que hoje lutam pela regulamentação começarem, eles mesmos, a se prostituirem?


            "Art . 25 - A realização de eventos com a utilização de profissionais estrangeiros deverá ter obrigatoriamete a participação de pelo menos 70% (setenta por cento) de profissionais nacionais."

Essa "reserva de mercado" chega a ser um tanto cômica. O DJ geralmente é uma única pessoa. Se é apenas um, há uma reserva de "70% de pessoa brasileira". Mas, se são dois, aí já temos quase "uma pessoa e meia brasileira". E o artigo 25 não explica se os profissionais deverão ser também DJs ou se podem ser os profissionais de apoio, não exatamente discriminados na Lei. 

Além disso, Digamos que seja um evento onde será feita uma apresentação do Mark Mark. Será que estes 70% de profissionais nacionais juntos irão ganhar pelo menos metade do que será pago ao Mark? A fórmula é muito simples: Grande evento com o DJ Mark Mark e convidados. 3 DJ's Nacionais e o Mark (25% de DJ's estrangeiros, ou seja, dentro da lei) Cada DJ "genérico" = R$150 por set de 60m. Mark Mark = US$1500,00 por um set de 30min. É exatamente assim que vai ser...

Cerceamento da Atividade

Muitas vezes, alguns instrumentos são elaborados com o intuito de ajudar, mas acabam atrapalhando. Há categorias que funcionam bem sem regulamentação.

Os psicanalistas, por exemplo, são representados pelas Escolas de Psicanálise (nacional ou regionais) e a categoria se regula independentemente de ingerência governamental.

Recentemente, houve a polêmica da exigência de diploma para jornalistas. Houve um grande debate, alguns defendendo outros refutando a idéia, e quem pôs fim ao caso foi o Judiciário.

No caso dos DJs, cuja atuação é essencialmente prática, com formação nas ruas e na cultura Hip-Hop, chega a ser um tanto esdrúxula a exigência de "diploma". Nesse sentido, o legislador, a pretexto de regulamentar, soterra a graça e a beleza de uma atividade artística que nasce da transgressão e cresce por meio da prática um tanto anárquica.

É aí que entra o "cerceamento", pois tal medida por certo muito mais limita do que incentiva a atividade dos DJs; seja pela criação de procedimentos burocráticos, seja pela criação de entraves empresariais, seja pela instituição de obstáculos para o exercício da atividade.

Enfim...

Tal Projeto de Lei, caso seja aprovado e regulamentado, tem tudo para transformar-se em mais uma daquelas "leis que não pegam". Mas não adianta, a essa altura, culpar o povo ou algum tipo de "anomia cultural". Trata-se de uma norma que subverte toda a ordem de formação, prática e exercício de uma carreira artística, enquadrando-a em procedimentos burocráticos que a prejudicarão sobremaneira.

Na justificativa oficial, Romeu Tuma faz referência ao dinamismo da vida e o contrapõe ao direito estático. Nesse caso, a "regulamentação da atividade" serve de paradigma para representar uma amarra legislativo-governamental à liberdade dos indivíduos.
E você, colega DJ, o que acha de tudo isso? Deixe seu comentário e vamos discutir a respeito.
Um abraço a todos.


==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

DJ LTDA - Quanto Cobrar?

Olá pessoal,
Estou eu aqui novamente com mais um artigo da série DJ LTDA e desta vez estou vindo com um assunto polêmico e delicado: Quanto cobrar?
Acredito que assim como vários outros profissionais você já se deparou com esta dúvida alguma vez, não é verdade?

Dar preços ou concluir um orçamento é sempre uma parte delicada do nosso negócio, principalmente se você é melhor DJ do que empresário :)
Mas saiba que isso não é exclusividade sua. Tem muitos outros profissionais liberais, como médicos, advogados e contadores, que também não sabem quanto cobrar pelos seus serviços!!!
Sendo assim vou tentar compartilhar um pouco da minha experiência com vocês e tentar ajudá-los a chegar a um ponto satisfatório para você e para o seu cliente.

AVISO: Posso adiantar que, assim como todo assunto delicado, o texto é grande. Então, ou você senta e lê tudinho ou então imprime e depois volta aqui pra me dizer o que achou, ok?


Entendendo os princípios e Derrubando mitos
Tudo na vida tem a ver com padrões e modelos mentais.[1, 2, 3]
A nossa percepção do mundo, e até de nós mesmos passa pelo nosso filtro pessoal e por isso ninguém vê o mundo como ele É, e sim como VOCÊ É!!!

Tudo que você vê à sua volta e o modo como você reage às coisas, desde um pequeno contra-tempo num evento até a maneira como você negocia um trabalho, tudo isso e muito mais tem a ver com a forma como os seus modelos mentais e como a sua "ótica pessoal" do mundo interage com seu "EU" e com o "mundo exterior", no qual os clientes estão incluídos!!!
É importante que você tenha isso em mente, pois por melhor que seja o seu trabalho, seu equipamento e sua equipe, se você não der valor ao que faz, não souber SE VALORIZAR como profissional e não souber abrilhantar seu trabalho e destacar seus diferenciais competitivos, VOCÊ NUNCA TERÁ SUCESSO NESSE OU EM NENHUM OUTRO RAMO. Então, se este for o caso, faça um favor a si mesmo: Venda tudo, pegue a grana a vá viajar com a família ou com sua namorada. É mais jogo.
Isso é um princípio.

Outro princípio tem a ver sobre como você encara o que está "vendendo" para o seu cliente.
Vou tomar como base a minha linha de trabalho, onde eu forneço toda a infra-estrutura para a realização dos eventos (som, luz, infra, DJ, animador, etc...)
No meu caso, eu posso estar vendendo 5 horas de Som e iluminação para a realização de um evento. OU posso estar dando ao cliente as melhores 5 horas de festa que ele já teve na vida com muita luz utilizando equipamentos de iluminação importados, um repertório escolhido por ele com qualquer tipo de música que ele quiser ouvir, com brincadeiras com os convidados para animar a festa, e com muita animação e alegria. Perceberam a diferença?

Quando meus clientes ligam pra mim dizendo "Eu queria fazer uma festinha e..." eu já interrompo logo, dizendo "Senhor(a), aqui na Festa Inbox nós não fazemos festinhas. Nós fazemos da sua festa um EVENTO MEMORÁVEL!!! Algo do qual o(a) senhor(a) e seus convidados irão se lembrar por muitos anos. Esta é a nossa missão: Dar o melhor que pudermos para transformar sua "festinha" em um momento inesquecível... MAS se ainda assim o(a) senhor(a) só quiser uma 'festinha' posso lhe indicar alguns profissionais que fazem este tipo de trabalho. O(a) Senhor(a) tem interesse?" Eu sei, eu sei... É duro ouvir isso, não é? Mas acredite em mim: É ISSO QUE SEU CLIENTE PRECISA E QUER OUVIR!!!
Afinal de contas, ele está procurando os serviços de um profissional, não está???

Não venda "festinhas". Venda "Eventos Inesquecíveis"!!!
Seu cliente não compra cosméticos; Ele compra beleza.
Seu cliente não compra carros de luxo; Ele compra conforto, status, velocidade, distinção.
Seu cliente não compra smartphones; Ele compra funcionalidades, design, operacionalidade, facilidades, status.
Seu cliente não compra um Notebook; Ele compra mobilidade, desempenho, liberdade, produtividade
Seu cliente não compra uma festa; Ele compra felicidade, alegria, música, bagunça (no bom sentido)...
Aprenda a trabalhar o aspecto subjetivo do serviço oferecido. O cliente não entende nada (na maioria das vezes) de Watts, Equalizações, Mesas de Som, Controladoras MIDI, Configurações de Notebooks, ou engenharia de motores. Ele só quer comprar AS SENSAÇÕES que são ligadas àquilo que se está negociando. Aprenda a lidar com as emoções do cliente, e você já está com metade da grana no bolso! ;)
E por isso mesmo, é muito importante estar atento ao cliente. Ouví-lo... Nem sempre o que você quer vender pro seu cliente é o que ele quer comprar!
Aprenda isso também!!!
Isso é um princípio.

Partindo desses princípios, fica fácil entender porque determinados profissionais conseguem se destacar no mundo dos eventos ou das pistas e porque outros ficam sempre "na periferia", mendigando uma oportunidade ou uma festinha e prostituindo o mercado.
Estes são os que não dão valor ao que fazem e acreditam no jeito mais fácil e mais desastroso de "ganhar o pão": Baixar os preços!!!

Esta é uma prática preguiçosa e perigosa.
Preguiçosa porque o indivíduo que a pratica não tem disposição para estudar, se qualificar e descobrir porque não está se alavancando no mercado.
Perigosa porque põe em risco direto a rentabilidade e sustentabilidade do seu negócio e também da concorrência, uma vez que a tática dos preços baixos acostuma muito mal o cliente e ele passa a achar que o preço "normal" é que está caro!!!
E acreditem: Poucos são os clientes que tem bom senso suficiente para desconfiar de preços "estranhamente" abaixo da concorrência. Mas estes recebem por aquilo que pagam. Sempre!

E é justamente sobre esta questão que iremos falar agora: "Preço de Mercado"!

Quanto custa no "mercado"?
Uma coisa fundamental que você precisa aprender é: PREÇO DE MERCADO NÃO EXISTE!!!
Isso é invenção de gente preguiçosa!!!
Eu posso provar isso.
Para provar que preço de mercado não existe, fixei meu preço em um valor único. Eu não faço eventos "modulares", onde só levo o som, ou só a iluminação: Ou o cliente leva tudo ou não leva nada! Minha intenção é mostrar as pessoas, entre elas a minha sócia, que "preço de mercado" é aquele que a gente pratica! Ponto!
Tem algumas pessoas que não fecham com a gente. Se eu me importo? Nem uma grama!!! Sabe porque?
Porque as que fecham, passam a nos indicar de maneira exclusiva e constante a partir do momento em que suas festas terminam.
E porque elas indicam? Porque eu trabalho com a alma!!! Dou tudo que eu tenho em cada festa, em cada evento. Eu não vou pro evento lembrando que estou com contas atrasadas, que briguei com minha esposa, que não ganhei promoção no trabalho, etc...

Quando eu ligo meu som, é como se minha expectativa de vida se reduzisse a 5 horas: ou eu dou tudo de mim nestas 5 horas, ou não terei mais o que fazer com o que sobrar de fôlego depois!!! É tudo ou nada !!!
Isso faz a diferença.

Não é porque alguém cobra R$250,00 que EU VOU COBRAR a mesma coisa. Eu é que sei das minhas dificuldades, das minhas ambições e das minhas necessidades. Eu, e apenas eu, sei o que espero da minha carreira em eventos.
Será que o cara que cobra R$250,00 pra fazer um evento quer chegar a algum lugar ou só quer fazer as compras da semana ou sair pra balada com a namorada ou os amigos? Será que o cara que cobra R$250,00 comprou algum equipamento novo COM O DINHEIRO DOS EVENTOS ou faz anos que ele só troca lâmpada das iluminações e cabos rompidos?
Isso faz a diferença.



Perguntas simples, respostas simples, resultados previsíveis!!!

Vou fazer um pequeno questionário com você, amigo DJ, para que você possa avaliar se merece cobrar um valor "diferenciado" ou "premium" ou se ainda vai ter que dar mais de si mesmo para começar a entrar no "mundo dos que valem o quanto pesam".
Responda as questões abaixo com honestidade e use estas perguntas como guia para aprimoramentos futuros:


- Quando foi a última vez que você comprou um equipamento ou iluminação novos?
- Tem algum item do seu equipamento e/ou iluminação que possa ser usado para diferenciá-lo da concorrência?
- Quando foi a última vez que fez uma vistoria preliminar para verificar se TODO O SEU EQUIPAMENTO está em perfeitas condições de funcionamento?
- Quando foi a última vez que você fez um curso na área de empreendedorismo, de DJing ou de qualquer outra área que possa ajudá-lo a progredir na sua profissão? (SIM.... DJ é profissão!!!)
- Qual foi o último livro que você leu? Em quanto tempo?
- Você tem um contrato de prestação de serviços? Se tem, costuma usá-lo em todos os eventos ou só usa-o de vez em quando, quando "acha" que é necessário?
- Você já recusou alguma festa ou evento por ser um valor muito abaixo do que você costuma cobrar? Se arrepende de ter feito isso?
- Você tem cartões de visitas e/ou panfletos sempre à mão?
- Seus cartões e/ou panfletos foram feitos por um profissional da área ou por aquele seu amigo que "mexe no Photoshop ou no Corel"
- Você imprimiu seus cartões e/ou panfletos na gráfica ou na impressora jato de tinta com cartuchos recondicionados do seu "amigo do Photoshop"?
- Você tem um site? Ele está no ar?
- Todos os links estão corretos? E os métodos de contato com você, estão atualizados?
- Tem fotos e vídeos do seu trabalho?
- E seu portfólio profissional?
- Quantas pessoas visitaram seu site ontem? E na semana passada? E no mês passado?
- Você tem um controle dos seus clientes?
- Quando é a próxima data importante para um dos seus clientes?
- E a família dele(a)? Quando o marido (ou esposa) irá fazer aniversário?
- Tem o endereço deles?

Se você ficou satisfeito com as respostas que obteve, ótimo! Significa que você está apto a formar seu próprio preço, sem depender primariamente de fatores externos.
Se as perguntas acima não te deixaram muito feliz, não desanime. Use as perguntas como uma forma de orientar seu crescimento de maneira que você construa uma carreira de sucesso.

E agora? Quanto eu cobro?
"Bom, eu já respondi ao questionário e fiquei satisfeito com as respostas. Quanto eu devo cobrar?"
A boa notícia é: Provavelmente você já está cobrando o preço certo!!! :)
Não... Não é pegadinha!!!
Estas perguntas foram intencionalmente colocadas para mostrar um caminho a seguir, mas não o único caminho. Se você já adota algumas das medidas questionadas acima, provavelmente é um profissional preparado, experiente e que desenvolve sua atividade com responsabilidade e competência.
E de maneira geral, o profissional que tem experiência e se sente "confortável" com suas respostas das perguntas do questionário sabe muito bem quanto vale seu trabalho e por qual valor ele está disposto a aceitar um evento, ou festa, ou balada.
Mas pode ser que ainda assim você esteja em dúvida sobre o preço que você está praticando. Então vou dar algumas dicas que eu sigo de maneira geral. Estas dicas baseiam-se em eventos de pequeno e médio porte com capacidade de até 400 pessoas:
Existem muitas variantes a serem consideradas, mas no geral, valores entre 2,5% a 7% do valor do seu equipamento podem ser considerados como um bom pagamanto para 5 horas de evento (média).
Caso seu equipamento tenha um valor aproximado de R$15000,00 sua remuneração será de R$375 a R$1050. O valor final do evento irá depender de fatores como: Necessidade de transporte ou distância, necessidade de mais gente na equipe para situações diferenciadas, custos com reposição de cabeamento ou aumento de cabeamento (devido a má distribuição elétrica no local), necessidade de uso de equipamento alugado (máquina de gelo seco, fogos indoor, máquina de neblina, moving heads, etc...)



Se você não leva iluminação, uma dica é arrumar alguma parceria com alguém que alugue, de forma que você possa sempre contar com a disponibilidade de mais este serviço que é muito procurado. Aqui no Rio, é comum você alugar um pedestal com uma "dentadura dupla", um "raio de sol", um "gira gobo", máquina de fumaça e um bom strobo por R$250,00 em média. Desta forma, contabilize suas despesas, e trabalhe com um preço próximo ao que você cobraria se toda a iluminação fosse sua.
É claro que é sempre muito mais vantajoso trabalhar com seus próprios equipamentos, mas se você tiver como objetivo o seu crescimento profissional, em pouco tempo não precisará contar com mais nada alugado.
Quanto menos equipamento você tiver que alugar, mais competitivo será seu preço e mais fácil será fazer os fechamentos de novos contratos.

E por falar em contrato, você tem um documento contratual para realizar seus eventos? Tem alguma ferramenta que te proteja de problemas de força maior caso algo dê errado? E se faltar luz durante metade do evento, você recebe integral? E se algum convidado der um banho de cerveja no seu laptop, quem paga a conta?

Estas e outras perguntas serão respondidas no próximo "episódio" da série DJ LTDA.

Um abraço a todos.


==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

domingo, 10 de fevereiro de 2008

DJ LTDA - Quando Cobrar?

Olá pessoal,Várias notas de Real - 300px

Acredito que você deva estar se perguntando agora: "Como assim QUANDO cobrar? Eu cobro sempre"

Neste artigo eu não quero sugerir que você deva trabalhar sem cobrar, muito pelo contrário: O objetivo destes artigos é possibilitar que você cobre valores cada vez mais confortáveis, que possibilitem a você progredir e melhorar seu equipo, para que você possa estar à frente da concorrência e cobrar preços mais "sofisticados" e assim por diante...

Mas a pergunta que fica é: "Quando é que o dinheiro do cliente vale muito menos do que aquilo que você poderia de fato obter se abrisse mão da recompensa imediata e em espécie, ou seja, pagamento eu dinheiro?"

Então eu volto à pergunta inicial: Quando cobrar?

DJ LTDA - Dicas sobre seu negócio

Olá pessoal,
DJ de clube
A partir de hoje nós estamos "inaugurando" uma série de artigos chamada "DJ LTDA".

Estes artigos tem como objetivo ajudar aos colegas de profissão, sejam os DJ´s de Eventos (como eu), DJ´s de clubes, de danceterias, de casas noturnas, de shows, de rua... Não importa. As "regras" são sempre as mesmas, pois independente do seu tipo de trabalho, a essência é a mesma: Você é pago para tocar músicas de um ou mais estilos durante determinado período de tempo para um determinado número de pessoas e espera-se que o resultado seja a pista de dança sempre agitada. Em resumo, é sempre este o nosso trabalho!

E com certeza isso nós já fazemos. Mas será que é só isso?

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Liberada a versão 5.0.7 do VirtualDJ for Mac

Olá pessoal,
Foi lançada a versão 5.0.7 do Virtual DJ para MacOS.
Com este lançamento, a equipe de desenvolvimento do Virtual DJ conseguiu (acho que pela primeira vez) igualar os lançamentos da plataforma Mac com a Plataforma Windows...
Vamos esperar que continue assim. :)

Vou testar a nova versão e assim que possível, fazer um review em vídeo.
Um abraço.

==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Falando em futuro... Dá só uma olhada no trabalho deste cara...

Este cara é o DJ Yoda...
Ele trabalha com 2 DVJ's e um mixer DJM800...
O trabalho do cara é fantástico e este vídeo e maravilhoso...
Parabéns ao DJ Yoda e à equipe de produção do vídeo...




==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

Você acha que sabe fazer scratch???

Maluco... Isso é o cúmulo do esculacho...
Sinceramente eu não tenho ambição de ser como ele, mas que é de chorar, isso é!!! :)



==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

Coisas que só uma controladora faz... - Parte 01

Cara...
Olha isso!!! :)



Fala sério!!!

==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

Controladoras e o futuro do DJ

É senhores,
Como eu havia dito e estava na cara, diga-se de passagem, mais uma vez (e desta vez definitivamente) foi decretado o caminho a seguir pelos DJ's do mundo: Controladoras e Softwares...
Eu sei que muitos DJ's que tocam de vinil ou CD devem estar torcendo o nariz neste momento, mas não deveriam: O futuro será benéfico pra todos. Até pra vocês.

Qual é o DJ que tocava de vinil que nunca desejou uma Serato ou Final Scratch???
São controladoras!!!








Quem é o DJ de CDJ que não está de olho numa CDJ400???
É uma controladora!!!







Não adianta tentar fugir pessoal...
As controladoras vieram para ficar... DEFINITIVAMENTE!!!

Talvez elas mudem de forma, de tamanho, de nível, de material... Mas elas são o futuro da nossa profissão... Entendam, assimilem e aprendam, antes que alguém tire seu emprego...

Na NAMM (feira internacional de novidades no mundo da música) foi mostrado a todo momento a nova realidade do mundo dos DJ: Controladoras...
Não sou eu quem está dizendo... Estava lá... Pra quem quisesse ver!!!
Ficou claro que 2008 foi declarado o ano das controladoras, e não há nada de errado nisso...

Seu carro tem ar condicionado? Você gosta disso?
Sua casa tem internet banda larga? Você acha importante?
Seu computador tem um processador de dois núcleos? Ele é rápido?

Pois é... Estes e muitos outros exemplos servem para nos lembrar que em todos os campos das nossas vidas e profissões a tecnologia vem para agregar valor, não para nos prejudicar.
Infelizmente, tem aqueles que preferem ficar fazendo pirraça a tomar uma atitude inteligente e evoluir, aprendendo com as novas tecnologias e evoluindo. E estes duram pouco tempo... O mercado gosta e aprecia a novidade... DJ que não se atualiza, "morre" cedo...

Eu acho os simuladores de vinil muito foda... Mas eu não compraria, porque não sou DJ residente e me daria muito trabalho carregar as pickups de um lado para o outro, e talvez o valor deste investimento não fosse devidamente reconhecido... É lindo, mas não é pra mim...

CDJ's também são show de bola... Eu até tentei usá-las por um tempo...
Mas ficar regravando cd que arranhava, dava "câncer" (aquela corrosão na lateral do disco, de tanto a gente pegar neles), ou que se perdia não faz a minha cabeça... Quero praticidade. Quero usar o meu tempo pra estudar minha profissão, não pra ficar regravando cd's...

E nas controladoras eu achei meu oásis...
Aparelhos que permitem o controle dos softwares que eu já utilizava, de maneira que eu pudesse "sentir" o movimento das minhas manobras... O prazer de encaixar as músicas sem ter que usar teclado e mouse... Todo o meu repertório (que é super variado, pois faço todo tipo de evento) a distância de um único clique... (Ok, mentira... São vários, mas você entendeu...)
Praticidade, leveza e portabilidade... O melhor de todos os mundos...



Veja bem: Cada caso é um caso... Eu investi uma grana pra ME DAR O PRAZER de ter o melhor controlador e o melhor notebook (ok, o Macbook Pro é melhor) para ME PROPORCIONAR mais satisfação na execução do meu trabalho... Tem gente que acha que o paraíso são duas MKII com um Serato ou Final Scratch mais um Macbook, outros acham que o melhor negócio do mundo é uma case com duas DNS3500 mais um DJX800... Cada um tem seu "brinquedo"preferido... Mas uma coisa é certa: Tudo está convergindo para a combinação "Hardware + Software" e é só uma questão de tempo até que VOCÊ seja apanhado por esta tendência...

Mais voltando aos controladores, vou postar agora um vídeo de uma "controladora conceito" chamada EKS Otus, que promete arrematar o coração de muitos DJ's num futuro bem próximo... Dá só uma olhada no "brinquedo"
Primeiro as fotos:






Agora o vídeo:


É de fazer chorar, não é???

E não para por aí não...
Eu ainda estou com as "mãos trêmulas"desde o último lançamento da Stanton, o SC System, que promete dar uma "sacudida violenta"no mercado... E olha que a promessa é bem séria... :)

O pessoal da Stanton não está brincando não... O equipamento deles é muito bacana... Deixa muito controlador no chinelo... Inclusive a minha Xponent!!! :)

Olha só o que o cara do vídeo faz com este equipo na NAMM:


Então cavalheiros... É isso...
O futuro chegou, as controladoras estão aí e tem pra todos os gostos...
Escolha a sua, adapte sua técnica, treine, aprenda, atualize-se e bem vindo ao futuro da música!!!



==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Quem disse que não dá pra "brincar" na Xponent

Olá Crianças...
Olha só o que o tio Renato achou...

Não vale chorar... :)







Sinistro, não é mesmo??? :)

==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

DJ que é DJ toca até com caixa de fósforo!!! :)

Maluco,
Olha só estes vídeos...
No primeiro o cara arrebenta usando o M-Audio Torq com um Macbook (que não aparece no vídeo) e no segundo ele manda muito bem no vynilzão mesmo... Caráio... :)

Se liga!!!






==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

Agora mesmo é que o pessoal do Vynil e do CDJ vai ter um infarte!!!

Uma das coisas que as pessoas não pensam é que DJ significa "Disc Joquei", ou seja, o cara que comandava DISCOS de vynil...
Eu usei discos de vynil durante alguns anos... Eu sou DJ!!!
MAS...
A geração que veio depois da minha nunca deve VISTO um LP, que dirá tocado com um...
Então eu chago à seguinte conclusão: Seguindo a linha de raciocício desta questão, a profissão de DJ morre com a minha geração... Porque a geração seguinte pode ser considerada, no máximo, CDJ... :)

Agora imaginem só, os bateristas tendo ataques cardíacos por causa de um brinquedinho como este do vídeo abaixo!!!

Muito bacana!!!


==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Indignação - Manifesto de um DJ Digital

"Contra fatos não há argumentos"...


01 - O vinyl é uma mídia MORTA!!! Esta eu não preciso provar...
02 - O CD já está com o "pé na cova"...
03 - Os fabricantes estão "dando uma moral" para aqueles que tem preferências profissionais, mas essa "sopa" não vai durar pra sempre... Hoje no mercado existem simuladores de vinyl e cdj´s em abundância, mas basta ser pouco mais inteligente do que uma chicória pra ver que tanto a Denon quanto a Pioneer já estão migrando para outras "mídias" diferentes do CD e DVD, leia-se: SOFTWARES!!!
Podem ver que todos os novos lançamentos de todos os fabricantes ou tem portas USB ou tem algum tipo de conectividade com o PC... Será coincidência???

Você gosta de tocar com o vinyl? Parabéns... Eu acho lindo o cara que manda bem no vinyl, não importa se é o "real" ou simulado, com Final Scratch ou Serato...

Você gosta de tocar de CD? Legal também... Acho super bacana o cara que tem a manha de fazer "back-to-back", scratches e outras manobras radicais e viradas doidas no CDJ...
Mas EU GOSTO DE TOCAR COM O PC, PORRA!!!... Me respeitem e tenham pelo menos a decência de guardar a merda dos seus pontos de vista infantis, inadequados e retrógrados pra vocês... Não gosta de PC? FODA-SE!!! Então faça um favor pra humanidade: Saiam da internet, apaguem seus perfis do Orkut, deletem suas contas de email e sejam felizes!!!

Mas saibam de uma coisa: Ninguém impede o progresso e para as indústrias, nem eu e nem vocês representam PORRA NENHUMA, portanto a opinião de vocês ou a minha não vale nem um real furado... Eles vão levar a tecnologia para onde ELES ACHAREM QUE ELA DEVE IR... Você que se FODA!!! Ou você trabalha com a ferramenta que está a disposição ou sai do mercado e dá a vaga pra alguém mais inteligente que você, que não só viu a mudança como aprendeu com ela e evoluiu...

Tudo começou com uma pergunta simples de um iniciante: "Que equipamento devo usar?"

Pronto. Estava armado o circo pros palhaços que se acham profissionais vomitarem seus conceitos deturpados e seus pontos de vista cegos e unilaterais...

Foi levantada uma questão inteligente, em meio a tanto lixo: "se o PC incomoda alguns pelo fato de ser acessível a muitos e assim trazer coisas aos meros "mortais" que antes não eram acessíveis, isso não tem mais volta!" E é a verdade... Os seres humanos tem o péssimo hábito de caçar e destruir aquilo que não entendem, e sempre pagam muito caro por isso, pois ao invés de tirar proveito de novas experiências e conhecimentos preferem matar qualquer coisa que não lhes seja familiar, para preservar o "status quo"...

Um outro ponto bem neutro e inteligente que foi levantado em meio a tanta merda foi o seguinte: "tem muito dj bom e honesto e ate famoso que usa o pc caso de Sasha um grande dj que usa um mac com ableton live mais pra quem ta começando eu indico o cdj ali sim vc aprende, e outra e mais gostoso de mixar opinião minha, ouvir um set batendo perfeitamente sabendo que vc fez na raça é muito bom"... Tá vendo só??? Custa ser sensato!!! Eu concordo com este cara... É importante SABER MIXAR, mas quem foi que disse que no PC isso não é possível???

Inclusive, "Srs. DJ's Eu-toco-pra-caralho-no-vinyl-e-no-cd" eu, Renato Siqueira lhes faço um desafio PÚBLICO: Eu disponibilizo em local público duas das melhores ferramentas do mercado de discotecagem profissional digital: Uma Xponent e um Macbook...
Ambos estarão desconectados e desligados. Eu desafio você, seu babaca, a conectar tudo, ligar, intalar os softwares e operar o equipamento, fazendo o que um DJ de verdade tem que fazer...
Sabe quantos vão aceitar este desafio? Nem mesmo um único filho da puta arrogante... Sabe porque? Porque eles só sabem usar o computador pra baixar vídeo de sacanagem, ficar se exibindo na webcam e falando merda no Orkut...
E sabe porque vocês, DJzinhos de merda, não vão conseguir usar o equipamento? Porque tocar de PC exige treinamento, inteligência, preparo e disposição em aprender coisas novas, características que muitos que criticam os DJs digitais não tem...

Rolou um papo que me deixou puto de ódio: "se vc não quer fazer um investimento numa carreira então desista dela vai fazer outra coisa"... Cara, se alguém me diz isso cara a cara eu juro que iria acontecer das duas, uma: Ou eu ia meter a porrada no animal que disse isso ou ia deixar ele falando sozinho o resto da noite... Investir???
Quer dizer que os R$7000,00 que investi em Xponent + Macbook + Mesa Xenyx são o que, porra??? Troco??? Eu não dei o meu rabo pra comprar este equipamento não... EU RALEI!!! E comprei o melhor que meu dinheiro podia comprar, porque eu dou valor à minha imagem como profissional e ao meu trabalho. Com essa grana eu poderia comprar um par dos melhores CDJ´s do mercado e mais um puta mixer, mas eu NÃO GOSTO do tocar de CD, só isso... Mas não fico metendo o "malho" em quem usa... Porque é que os fracassados que só sabem tocar de CD insistem em malhar os DJ´s que tocam usando controladoras e softwares??? Recalque porque não podem comprar uma aparelhagem superior? Medo de serem deixados na penumbra? Ou a frustração de saberem que a época deles está chagando ao fim???

Um comentário que eu gostaria de registrar é que também sou contra os "Winamps Humanos" - "não vejo gosto nenhum tocar com pc faz tudo sozinho"... Isso eu concordo...
Independente da mídia utilizada, acho que a obrigação do DJ é ATUAR no seu trabalho, e desta forma, através da sua intervenção, transmitir a sua energia, a sua "vibe" ao público...

Desta discussão surgiu uma comparação que eu achei brilhante e digna de ser reproduzida na íntegra:
"O PC com uma controladora MIDI como a M-Audio Xponent ou a Behringer BCD2000 podem ser usadas de maneira profissional tanto quanto um par de CDJ ou MK2 com um mixer...

MK2 e CDJ: achar a primeira batida (ou marcar o CUE), achar o pitch correto, mixar para troca de música, fazer pequenas correções em tempo real para o encaixe das músicas, quem sabe usar uns efeitos dependendo do mixer e da CDJ, isso se o cara fizer, pois tem muito trocador de vinil que fica só no básico e não pira em seu set em nada, e isto é uma realidade, faz o maior auê só porque usa vinil, tem a técnica toda mas não tem criatividade para um set mais elaborado. Mas tem quem pira pra caramba nos vinis e CDs, usa mais recursos, isso é massa.

Controladora MIDI com PC: achar a primeira batida, marcar o CUE, achar o pitch correto, fazer pequenas correções em tempo real para o encaixe das músicas pelo pitch bend ou jog wheel (como na CDJ), mixar para troca de música... depois ainda pode usar uma infinidade de efeitos que dificilmente até mixers mais caros trazem e só são possíveis graças ao poder de processamento que uma CPU pode trazer(CPU não é gabinete viu?). Além da possibilidade de multiplos samplers e melhor ainda: utilizar múltiplos VSTs. A Xponent traz ainda a possibilidade de conectar pedais de expressão e intrumentos musicais pela MIDI... E tudo isso pode ser utilizado de maneira única e centralizada, trazendo um grau de dificuldade muito grande para seu set e sua performance...

As controladoras MIDI como podemos perceber trazem novos patamares para performances e mixagens, trazendo a necessidade de novas técnicas e maior grau de dificuldade dependendo do que se quer."

E aí vem um sujeitinho nojento, que além de desinformado é moleque, porque pra mim, quem se esconde atrás do anonimato não é homem suficiente pra assumir suas afirmações...
E olha a afirmação deste patético covarde: " A verdade é quem toca com computador não é DJ. Dj toca com Pick-up ou CDJ.
Se for assim quem pilota Flight Simulator no Pc, pensa que sabe pilotar uma aeronave de verdade.
E pra DJ á mesma coisa: No computador o cara só brinca de DJ e mais nada..."

Apenas para efeito de registro: Quem é capaz de voar no Flight Simulator É CAPAZ DE VOAR NA VIDA REAL NA AERONAVE REAL!!! Eu já vi isso pessoalmente e posso provar!!!
Os controles do FS são EXATAMENTE IGUAIS ao das aeronaves simuladas, e a física empregada é a mais próxima da realidade que se tem notícia, tanto que o FS é usado em parte do treinamento dos pilotos comerciais!!![1, 2, 3, 4, 5]

Portanto, "Sr. Anônimo", vá tomar na sua bunda e aprenda a pesquisar no Google antes de falar merda!!!

Os maiores DJ´s do mundo usam Macbooks Pro para produzir e tocar suas produções...
E ninguém vê os DJ DE VERDADE se degladiando para ver quem usa a melhor mídia... Porque para os DJ profissionais a mídia não importa. O importante é o som que sai dela e como este som pode ser usado para conduzir seu público ao êxtase!!!

Ademais, tem gente que acha que o software trabalha sozinho... Teve até um legume que disse que nós, DJs digitais, deveríamos trabalhar sem software!!!
Ok, eu topo!!!
Mas com uma condição: Com certeza os orgulhosos DJs de CDJ não sabem que dentro dos seus brinquedos existe uma coisa chamada "firmware" que nada mais é do que um software embarcado. Portanto você, seu merda, que acha que tira onda porque tá tocando de CDJ também está usando um computador... A forma muda, mas o conceito é exatamente o mesmo.
Vão estudar ao invés de ficarem no Orkut falando merda e fazendo pouco de pessoas sérias que trabalham com dignidade!!! Cambada de analfabetos digitais de merda!!!

Não seria mais fácil se estes trolls admitissem: Eu não gosto do PC porque eu tenho medo... Porque eu não sei operar nem o bloco de notas do Windows... Porque meu PC é uma merda... Porque eu não entendo nada de informática, etc... Mas não... "Meter o pau" em grupo é mais simples... Cambada de gentinha covarde, mal informada, burra, preguiçosa e cega!!!

Quero ver estes mesmos "Srs. DJ´s" tocando mp3 nos seus pendrives ligados nas suas CDJ400 daqui a pouquíssimo tempo... Eu queria muito ver isso... Só pra dar uns "tapas na cara", do tipo: "E então DJ??? Tocando MP3 do Pendrive??? Onde estão seus Vinis...? Onde estão seus CD´s???" Eu espero que estes mesmos patetas que hoje atiram pedras nos controladores MIDI saiam do mercado tão logo as mídias que eles "endeusam" hoje saiam do mercado... Assim eles abrem caminho pra uma geração mais inteligente, bem informada e menos cega e burra!!! Uma geração que se preocupa em fazer as pessoas dançar, não em tentar diminuir colegas da profissão sá porque usam ferramentas diferentes...

E pra finalizar, o senhor "Deus da Comunidade" que, segundo a descrição: "NÃO ACEITA DISCRIMINAÇÃO A DJ´S ..." me expulsou da comunidade...
Isso não seria, por um acaso, discriminação???


Eu não preciso estar na comunidade "Eu sou DJ" para saber o que eu sou... EU SOU DJ e é isso que eu quero ser por toda a minha vida!!!

E se vocês, "Srs. DJ´s que tocam pra caralho no vinyl e no CDJ", acharem que eu estou errado, FODA-SE!!! O Blog é meu e aqui quem manda sou eu... Então vão pro caralho porque este espaço é pra pessoas inteligentes se expressarem. Se a única coisa que você sabe é falar mal do colega de profissão porque a ferramenta dele é diferente da sua, então NO MEU BLOG você não tem vez... VAZA!!!


Gostaria de fazer uma homenagem ao DJ Marcelo Otto, profissional que tem o meu respeito pela tentativa inglória de levar a luz da informação pra um bando de gente tapada...
Parabéns Otto... Eu te respeito, cara!!!



==================================
Renato Siqueira
(DJ Renato Siqueira)
Festa Inbox
renatosiqueira@gmail.com
renato@renatosiqueira.com
http://eusoudj.blogspot.com
(21)8828-2882
(21)8231-5231
------------------------------------------------
Se voce gosta de tecnologia, motivacao e
empreendedorismo, nao pode deixar de ouvir
nosso podcast: Conversa Digital
http://conversadigital.blogspot.com/
==================================
"O sábio não se exibe, e por isso brilha.
Ele não se faz notar, e por isso é notado.
Ele não se elogia, e por isso tem mérito.
E, porque não está competindo, ninguém no
mundo pode competir com ele."
Lao Tsé
==================================
█║▌│█│║▌║││█║▌║▌│║▌│█
© ASSINATURA ORIGINAL ®

""d-_-b""...o quê???...""d-_-b""

Copyright© 1977-2007 ® corporation.
Todos os Direitos Reservados ®

==================================